29 de janeiro de 2018

Mário Borba defende taxação de etanol importado em debate na Asplan


Ascom Senar

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba e do Conselho Administrativo do SENAR-PB, Mário Borba, defendeu a taxação do etanol importado durante debate realizado nesta segunda-feira (29), na sede da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba, em João Pessoa.

“O álcool americano é subsidiado e a entrada desse produto aqui no país acaba com o Nordeste. Na próxima semana vamos ter uma pauta em Brasília, para que, junto ao Ministro da Agricultura, possamos reverter esse quadro”, afirmou Borba.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

De acordo com dados fornecidos pelo Sindalcool e pela FIEP, a importação brasileira de etanol cresceu quase que 20 vezes entre os anos de 2013 e 2017, saltando de 131.265.340 para 2.500.136.176 litros.

Diante desse quadro, a resolução da Secretaria-Executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex) da presidência da república, de que volumes inferiores a 600 milhões de litros por ano não serão taxados, preocupa a classe produtora.

“O setor manteve a produção, cresceu em produtividade por meio da tecnologia e nós precisamos defender essa bandeira do setor canavieiro”, defendeu Mário Borba.

Também participaram do debate o presidente da Asplan, José Inácio, do Sindalcool, Edmundo Barbosa e da Feplana, Alexandre Lima. Além dos deputados federais Pedro Cunha Lima, Efraim Filho, André Amaral e Rômulo Gouveia, assim como o Senador Cássio Cunha Lima e o secretário de desenvolvimento da agropecuária e da pesca, Rômulo Montenegro.

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050 / (83) 3048-6073
facebook.com/faepasenarpb
senarpb.com.br