27 de maio de 2014

20 anos da criação do Senar-PB é celebrado em grande evento


Ascom Senar-PB

Na noite desta quinta-feira (22) o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural da Paraíba reuniu, na Casa Roccia, parceiros, colaboradores, autoridades e imprensa para comemorar duas décadas de fundação e de serviços prestados ao homem do campo em todo o estado.

Cerca de 250 convidados participaram da festividade, que foi aberta pela palestra do ex ministro de Planejamento, Roberto Lúcio Rocha Brant, que abordou os desafios e oportunidades da agropecuária no século XXI. “A primeira coisa que precisamos entender é que um país rico não é necessariamente aquele que é mais industrializado, mas o que consegue melhor gerenciar os seus recursos naturais. O Brasil é o país com maior potencial para fornecer alimento para o restante do mundo, mas é preciso investir e derrubar barreiras burocráticas que seguram o crescimento econômico de nosso país. O agronegócio ainda não deslanchou porque alguns setores ainda não enxergam o seu futuro visionário, mas é fácil perceber, basta analisar que dos R$ 240 bilhões arrecadados com exportação no país, 40% vem dos negócios da agropecuária”, destacou.

Ricardo ainda criticou as medidas protecionistas que impedem o investimento estrangeiro e comentou a complexidade da questão indígena fundiária. “Há ainda uma barreira gigantesca que impede que o capital externo invista no agronegócio aqui no Brasil, um sentimento de patriotismo que se torna inviável e torna o crescimento econômico medíocre. Além disso, as constantes brigas com a Funai desgastam o setor, que mesmo evoluindo incessantemente ao longo dos anos, sempre buscou a manutenção da preservação ambiental e do direito dos índios”, completou.

Após a fala do ex ministro Roberto Brant, deu-se início à apresentação teatral do evento. De forma lúdica e poética, dois atores encenaram a história da evolução do produtor rural paraibano nos últimos 20 anos e o papel que o Senar-PB desempenhou nessa trajetória. “Tudo que conquistamos até hoje é fruto de muito trabalho e determinação. Precisamos manter a esperança e continuar reivindicando das autoridades avanços e investimentos no setor agropecuário para que cresçamos ainda mais”, comentou o vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, que representou a presidente Kátia Abreu.

Encerrada a encenação, o presidente do Sistema Faepa/Senar-PB, Mário Borba, junto do superintendente do Senar-PB, Sérgio Martins, do vice-presidente da CNA, João Martins, e do secretário executivo do Senar, Daniel Carrara, entregaram os troféus aos vencedores do Prêmio Mérito Rural 2014. Ao todo, 12 empresários, produtores, pesquisadores e instrutores foram homenageados e tiveram seus trabalhos reconhecidos pelo sistema.

O grande homenageado da noite, Ivanilson Santana, levou para casa a honra maior, o Prêmio Especial Henrique Vieira de Albuquerque Melo, por sua atuação frente ao Grupo Santana e toda sua dedicação à agropecuária paraibana. “Fico muito feliz e honrado de receber um prêmio que leva o nome desta grande pessoa que foi Henrique. Assim como ele, precisamos lutar todos os dias para que os pequenos produtores não percam suas lavouras ou rebanhos e derrubar a insegurança jurídica que existe neste país e freia o desenvolvimento do agronegócio. Gostaria de agradecer ao Sistema Faepa-Senar em nome de todos os homenageados desta noite e firmar, mais uma vez, meu compromisso frente a este setor”, agradeceu Ivanilson.

Fechando a noite, o presidente Mário Borba tomou a palavra e fez uma recapitulação dos 20 anos do Senar-PB e das lutas da classe. “Nessas duas décadas levamos conhecimentos e técnicas a mais de 110 mil produtores rurais paraibanos e vamos levar a muitos outros. Nossa caminhada é árdua e muitos elementos a tornam mais difícil, mas este é o momento para provocarmos a sociedade e o governo, para convencermos a todos de que a agropecuária é a aposta mais forte para um Brasil mais rico. Hoje celebramos 20 anos de Senar, mas também selamos o nosso compromisso e dedicação para que mais conquistas sejam festejadas”, finalizou o presidente.

Assessoria de Comunicação
Sistema Faepa/Senar