1 de agosto de 2020

Ações complementares podem ampliar número de produtores beneficiados por assistência técnica


Ascom Senar

Brasília (29/07/2020) – O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) avaliaram que, ao complementar as ações de assistência técnica e extensão rural, milhares de produtores do País que não recebem qualquer tipo de suporte poderão ser beneficiados.

O assunto foi tema de debate, na quarta (29), durante live promovida pelo Sistema CNA/Senar, em que representantes do Senar e da Anater explicaram o conceito das duas técnicas, discutiram estratégias de atuação e tiraram dúvidas do público que acompanhou a discussão nas redes sociais.

“A metodologia de Assistência Técnica e Gerencial do Senar tem cinco etapas. É um processo educativo de caráter não formal, continuado, que alia assistência técnica e consultoria gerencial. Trabalhamos tanto a propriedade quanto a atividade produtiva como um verdadeiro negócio,” afirmou a coordenadora de Projetos da Diretoria de Assistência Técnica e Gerencial do Senar, Bárbara Evelyn.

Atualmente, a assistência técnica do Senar está presente em 25 estados, atendendo 23 cadeias produtivas e já beneficiou mais de 120 mil propriedades rurais. “A gestão dos processos produtivos busca a eficiência na utilização dos recursos, ganhos de produtividade e contribui para a geração de renda e para o desenvolvimento socioeconômico das propriedades rurais assistidas”, ressaltou.

A assistência técnica e a extensão rural da Anater têm alguns diferenciais em relação ao trabalho realizado pelo Senar, afirmou Alencar Libânio, gerente de Planejamento, Monitoramento e Avaliação da Agência.

“A Ater atende o produtor rural nas políticas públicas, como Cadastro Ambiental Rural, Declaração de Aptidão ao Pronaf, entre outras. Quando a Anater nasceu, foi para integrar essas ações dentro do governo e, hoje, atendemos nos 27 estados mais de 90 mil unidades familiares de produção agrária e mais de mil empreendimentos da agricultura familiar.”

Segundo Libânio, apesar do trabalho que tem sido feito até o momento por todas as entidades que prestam assistência técnica, ainda existem muitos produtores sem atendimento no País.

“Temos um desafio que é ter dados integrados e unir ações para que o impacto para o produtor seja maior. Ao complementar as ações, impactaremos mais famílias e comunidades fazendo um círculo virtuoso de assistência técnica.  Precisamos aumentar a capilaridade e a capacidade de atender de forma remota e offline porque assim poderemos aumentar o número de produtores atendidos.”

O assessor técnico do Senar, Mauro Faria, que conduziu o debate, afirmou que um exemplo positivo de ação complementar entre as instituições é o programa AgroNordeste, com a junção de forças para melhorar a vida do produtor rural.

Juvenildo Juvino, gerente da ATeG no Senar Rondônia, também participou do debate e disse que o estado tem hoje 1,8 mil propriedades em atendimento e uma grande demanda.

“Como o diferencial da ATeG é a regularidade do atendimento, com um roteiro bem definido, não podemos ter mais de 30 produtores por técnico de campo para não comprometer a qualidade do atendimento. Então, temos muito mais demanda do que conseguimos oferecer, com lista de espera de produtores aguardando para serem atendidos.”

Ele acredita que fechar parcerias com empresas do setor seja uma alternativa para ampliar o atendimento dos produtores. “Podemos somar forças com laticínios, frigoríficos, que compram a matéria-prima do produtor e poderiam contribuir para levar assistência técnica a esse produtor, já que é interesse deles também melhorar a qualidade do seu produto.”

Na avaliação da coordenadora de Projetos do Senar, Bárbara Evelyn, há um público de mais de quatro milhões de propriedades rurais que não recebem orientação técnica. Esse cenário mostra que há um campo enorme de trabalho para o agro brasileiro.

“Precisamos de iniciativas de assistência técnica, especialmente desenvolvidas por entidades responsáveis e sérias, que possam prestar o suporte adequado aos produtores rurais.”

Todo o conteúdo da live está disponível em: https://bit.ly/2EAgP2J .

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil