27 de setembro de 2017

Assistência Técnica e Gerencial do SENAR deve ser levada para outros países


Ascom Senar

abre_106

João Martins, Daniel Carrara e João Almino assinaram a parceria entre o Sistema CNA/SENAR e a ABC

A metodologia de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) também poderá ser levada para outros países. Um protocolo de intenções firmado entre a entidade, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) vai promover a troca de conhecimentos, informações e experiências com países em desenvolvimento, principalmente da África e da América Latina.

A assinatura aconteceu nesta terça-feira (26/9), na sede do Sistema CNA/SENAR, em Brasília. Por meio da prestação de serviços, o acordo visa beneficiar, principalmente, pequenos agricultores com a intensificação de sistemas de produção sustentáveis. Serão estimulados programas de intercâmbio de apoio à agricultura familiar, segurança alimentar, formação profissional rural, promoção social e de associativismo.

“O Brasil tem experiência adquirida e similaridade de clima e de solo, principalmente, com os países africanos. Podemos oferecer assistência técnica e conhecimentos de procedimentos na agricultura familiar, que hoje nós dominamos muito bem. Quase 80% do público que atendemos é de pequenos produtores”, declara o presidente da CNA e do Conselho Deliberativo do SENAR, João Martins. Ele destaca ainda que uma parceria como essa é via de mão dupla. “Podemos criar uma relação mais estreita entre os produtores da África e os produtores brasileiros e quem sabe, no futuro, fazer um bloco só para alimentar melhor e com mais condições o mundo”.

dentro2_0

José Pedrozo, João Martins e João Almino durante a cerimônia

Segundo o diretor da ABC, João Almino, a assinatura do protocolo define pontos gerais da cooperação que já existe e, agora, será expandida.  “A área de agricultura e de segurança alimentar é muito importante para a cooperação internacional do Brasil e a CNA e o SENAR são órgãos exemplares nesse campo. A nossa cooperação é feita sob demanda dos países, mas acredito que a assistência técnica e as capacitações do SENAR deverão ser prioridade dentro dos nossos projetos de cooperação”, analisa o diretor da ABC.

O secretário-executivo do SENAR, Daniel Carrara; o 1º vice-Presidente de Finanças da CNA, José Zeferino Pedrozo; a superintendente de Relações Internacionais da CNA, Ligia Dutra; e o coordenador de ATeG do SENAR, Matheus Ferreira, também participaram da cerimônia. O SENAR e a ABC já foram parceiros em programas realizados em Moçambique e Angola, entre 2009 e 2015. As ações tiveram como objetivo principal a capacitação de multiplicadores em formação profissional rural.

Assessoria de Comunicação do SENAR
Fotos: Wenderson Araújo
(61) 2109-4141
www.senar.org.br
www.facebook.com.br/SENARBrasil
www.twitter.com/SENARBrasil