2 de dezembro de 2013

Avicultura brasileira discute parceria com SENAR


Ascom Senar-PB

Durante reunião da Câmara de Relações com os Integrados da União Brasileira de Avicultura (Ubabef), a entidade avícola e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) discutiram a constituição de uma parceria para a implementação de uma metodologia em assistência técnica voltada para a gestão de granjas pelo Brasil.
De acordo com o coordenador do Projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural do SENAR, Matheus Ferreira Pinto da Silva, o modelo que pode ser adotado na avicultura utilizará o know how constituído pelo serviço de aprendizado em outras cadeias produtivas.
“O modelo que pretendemos desenvolver segue uma base abrangente que adota especificidades de cada cadeia produtiva. O levantamento de indicadores seria nacional, contaria com o apoio das empresas e permitiria uma análise comparativa de competitividade da gestão da granja, apontando índices ao produtor para tomar decisões que melhorem sua rentabilidade”, destaca o representante do SENAR.
O objetivo, conforme explica Silva, é atuar em complementaridade com os índices já utilizados pelas empresas. “Não se tratar de se sobrepor aos dados técnicos que já existem e são utilizados, e sim, de ofertar novas informações mais focadas em gestão”, ressalta.
Por sua universalidade, a metodologia pode permitir, também, avaliar a rentabilidade da produção avícola na propriedade outros segmentos. “Assim, o produtor acessaria uma ferramenta para auxiliá-lo em escolhas que melhorem a rentabilidade da propriedade, além de adotar conhecimentos gerados em outras cadeias que permitam avançar em sua eficiência produtiva”.
Setorialmente o estudo poderá permitir às indústrias avícolas avaliar localidades onde a produção é mais eficiente economicamente. “Se tivermos sucesso nesta parceria, é provável que teremos como comparar a eficiência produtiva por grupos, por regiões, por municípios e estados. São dados que permitirão decisões em prol da competitividade da cadeia avícola”, destaca Ariel Antônio Mendes, diretor de Produção da UBABEF.
A estruturação dos estudos da metodologia será iniciada em janeiro, em encontro que contará com a representação do SENAR e da UBABEF – incluindo agroindústrias e produtores.
PL de Integração: Outro tema na pauta da reunião da Câmara de Relações com os Integrados – que é presidida por José Ribas, da JBS – foi o Projeto de Lei que regulará as relações de integração entre produtores e agroindústrias. Na oportunidade, foram debatidos pontos do Projeto de Lei 6.459/2013, de autoria da senadora Ana Amélia Lemos e relatado pelo deputado Valdir Colatto. O PL busca uma legislação que regulamente e estabeleça condições, obrigações, e responsabilidades nas relações contratuais de integração do sistema agroindustrial.
A reunião contou ainda com debates sobre a situação conjuntural do setor, com apresentações feitas pelo diretor de Mercados da UBABEF, Ricardo Santin, e pelo gerente de Relações com o Mercado, Adriano Zerbini.

Fonte Original: Ubabef