14 de junho de 2013

Centro de Educação em Agricultura de Precisão


Ascom Senar-PB

Até novembro de 2013 a Bahia terá, no município Luís Eduardo Magalhães, no oeste baiano, um Centro de Educação e Excelência em Agricultura de Precisão, um anseio dos produtores da região. O anúncio foi feito no dia 12 de junho pelo vice-diretor do Instituto Federal Baiano, Nilton Santana, em audiência com o secretário da Agricultura, Eduardo Salles, na sede da Seagri, em Salvador.
“Este centro vai capacitar 300 alunos para operar máquinas de precisão”, disse Nilton. A agricultura de precisão (AP) é um sistema de produção adotado por agricultores de países de tecnologia avançada. A partir de dados específicos de áreas geograficamente referenciadas, implanta-se o processo de automação agrícola, dosando-se adubos e agrotóxicos, por exemplo.
Na visão do secretário Eduardo Salles, que estagiou a alguns anos em uma fazenda de familiares de um produtor do município, em Dakota do Norte, nos Estados Unidos, e já acompanhou o funcionamento do sistema, “a Bahia e o Brasil estão incipientes em relação a outros países no uso de tecnologias como esta, é preciso avançar no uso”. Com a formação, os técnicos poderão operar colheitadeiras de precisão, adubadeiras, utilizando-se das tecnologias para minimizar gastos e obter mais eficiência.
Salles afirmou que o IF Baiano fez uma sondagem para saber qual a melhor região onde deveria ser implantada. “Indiquei Luís Eduardo Magalhães pela característica de agricultura praticada no oeste”. Segundo o vice-diretor, estão sendo construídas unidades do IF Baiano específicas para a agropecuária em Xique-Xique, Serrinha e Itaberaba.
Além disso, a unidade de Teixeira de Freitas será expandida para a cidade de Medeiros Neto. “São notícias boas e fundamentais para o moderno produtor rural ter eficiência na aplicação dos recursos disponíveis, como forma de assegurar o sucesso em sua atividade”, disse Salles.

Fonte: Agência de Notícias da Bahia