28 de maio de 2013

Desenvolver a capacidade empreendedora faz toda a diferença


Ascom Senar-PB

“Calcada em novas tecnologias a agropecuária brasileira venceu as dificuldades e se adequou as diversas instabilidades. Nosso espírito empreendedor fez com que chegássemos aos números que temos hoje. Desenvolver a capacidade empreendedora fez toda a diferença,” afirmou o secretário executivo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), Daniel Carrara, durante o lançamento do Pronatec Empreendedor, do Sebrae, nesta terça-feira (28), no Encontro Nacional de Educação Empreendedora, realizado em Brasília.
“Durante muito tempo o produtor rural ficou desassistido e passou por uma série de riscos como, por exemplo, intempéries climáticas e problemas com o solo. Mas com o empreendedorismo aliado à inovação o empresário rural deu esse importante passo de qualidade”, avalia o secretário executivo.
O ministro da Educação, Aloízio Mercadante, também destacou a força do campo na economia do País. “Precisamos do desempenho do agro na indústria” afirmou o ministro ao citar parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, CNA.
Para Daniel Carrara, a declaração do ministro Mercadante diz respeito à competitividade da agropecuária brasileira no mundo, desafio semelhante ao que a indústria enfrenta. “A indústria está vivendo momentos difíceis e está precisando de criatividade e de espírito empreendedor para competir nesse mercado globalizado, assim como os empresários rurais passaram e ainda passam. Porém, o agro precisa continuar inovando para permanecer subindo e não estagnar, pois o mundo precisa de comida e nós temos a responsabilidade sobre isso.“
Sobre a importância do tema empreendedorismo nos cursos do Pronatec do SENAR, o secretário executivo ressaltou que a ânsia dos jovens por novas ideias aliada à tecnologia e aos conteúdos de empreendedorismo vai dar continuidade ao crescimento do setor agro. “O dever de casa do setor foi feito e nós temos um agro produtivo, mas precisamos manter o jovem no campo para continuar com esse sucesso. E ele só vai fazer isso se tiver capacitação agregada ao empreendedorismo. É isso que o Pronatec do SENAR vem tentando suprir.”
A chefe do Departamento de Educação Profissional e Promoção Social do SENAR, Andréa Barbosa, reforça que a entidade é pioneira na oferta de conteúdos sobre empreendedorismo nos cursos do Pronatec. Segundo ela, com o Pronatec Empreendedor lançado pelo Sebrae, o SENAR vai fazer adaptações para padronizar nacionalmente o conteúdo ofertado.
“Nosso módulo é de 40h, mas vamos continuar trabalhando com uma carga horária similar, porém, em três módulos conforme proposto pelo Sebrae. Agora estamos na fase de capacitação de nossos instrutores e depois dessa fase o material do Pronatec Empreendedor será disponibilizado pelo Sebrae para capacitarmos os alunos. Num primeiro momento a iniciativa é piloto, são apenas algumas capacitações que vão entrar e, depois de validada a metodologia, vai ser padronizada para 100% dos cursos. Enquanto essa padronização não for validada vamos continuar com o conteúdo do Empreender no Campo do Pronatec do SENAR”, explicou.
O Pronatec Empreendedor é um convênio de cooperação técnica assinado entre o Sebrae Nacional e o Ministério da Educação. A meta é capacitar sete mil professores até 2014 para atender 1,5 milhão estudantes do Pronatec. Nesse primeiro momento, 15 cursos passam a receber esse conteúdo, entre eles estão os cursos de Bovinocultura de Leite, Horticultor Orgânico e Fruticultor ofertados pelo SENAR.

Fonte: Assessoria de Comunicação do SENAR