19 de julho de 2013

Nova ferramenta para a gestão sindical


Ascom Senar-PB

Instrutores do Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Rio Grande do Sul e Santa Catarina participam nesta quinta (18) e sexta-feira (19) do Workshop “Processo de Capacitação do Programa Sindicato Forte”, na sede do Sistema CNA/SENAR, em Brasília.
O workshop é uma forma de familiarizar os profissionais com uma nova ferramenta que vai ser utilizada na gestão sindical, a GQS – Gestão com Qualidade Sindical. O SENAR pretende nacionalizar a ferramenta a partir da experiência obtida pela Administração Regional de Minas Gerais. A GQS servirá para os dirigentes sindicais se aprofundarem na gestão dos sindicatos rurais.
De acordo com Ademar Fernandes, assessor técnico do programa, a ideia do SENAR é nivelar os profissionais nesse workshop para se tornarem instrutores do Sindicato Forte com foco na GQS.
“Colocamos como pré-requisito para esse trabalho o profissional que já é instrutor do SENAR e conhece a metodologia da entidade. Agora nosso objetivo é fazer o nivelamento deles dentro da sistemática do Sindicato Forte, preparando-os para uma capacitação que será feita no próximo mês, em Belo Horizonte”, explicou.
Segundo o gestor da GQS no SENAR Minas, Celso Furtado Jr., a ferramenta está embasada em cinco questões que devem ser respondidas pelos sindicatos: “Qual sindicato queremos?” “Como organizar melhor nosso sindicato?” “Como executar nossas propostas?” “Qual nosso diferencial?” e “Como buscar a satisfação total do cliente?”
“A ideia é conhecer qual é nosso sindicato para diagnosticar a realidade dele, depois disso, passar para um planejamento estratégico com gestão integrada e alcançar a qualidade total”, destaca Furtado.
Entenda a GQS
A Gestão com Qualidade Total busca o fortalecimento dos sindicatos de produtores rurais, para proporcionar aos dirigentes e funcionários, instrumentos modernos de gestão e aprimoramento da qualidade dos serviços prestados.
Os principais objetivos da ferramenta são: fortalecer a representatividade do sindicato, com reflexos positivos para classe produtora rural; suscitar nos funcionários e dirigentes, a importância do profissionalismo no atendimento ao cliente; elaborar o Plano de Gestão com Qualidade do Sindicato (PGQS) com propostas de melhorias significativas na estruturação e funcionamento do sindicato rural.

Fonte: Assessoria de comunicação do SENAR