22 de março de 2013

Orientações de saneamento básico em assentamentos rurais


Ascom Senar-PB

A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) lançou no dia 20 de março de 2013 uma cartilha direcionada a comunidades que vivem em pequenos assentamentos rurais, com exemplos de soluções para o saneamento básico. As soluções foram concebidas com a participação de populações locais.
A cartilha Saneamento Ambiental, Sustentabilidade e Permacultura em Assentamentos Rurais é resultado de uma pesquisa que foi feita entre 2009 e 2011, no Assentamento de Sepetiaraju, na região de Ribeirão Preto, no interior do estado de São Paulo. O assentamento tem cerca de 80 famílias.
O professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Bernardo Teixeira, que coordenou a pesquisa, disse que um dos bons resultados obtidos na comunidade foi a adoção de um sistema de tratamento de esgoto escolhido pela população de acordo com suas necessidades: a fossa séptica com ciclo de bananeira leva o esgoto domiciliar por um efluente que, ao passar pelas árvores, aduba ao mesmo tempo que é purificado.
Outra solução destacada por Bernardo Teixeira, foi a construção de cisternas para a captação da água da chuva. “A comunidade [de Sepetiaraju] incorporou a tecnologia, e hoje eles sabem fazer e as constroem coletivamente”, disse.
Para o professor, a vantagem da pesquisa é mostrar que não existem soluções prontas, destacando a importância da participação da comunidade no processo de saneamento: “Às vezes, a própria comunidade escolhe coisas e aponta o que é mais adequado para ela. As soluções precisam ser compartilhadas”, ressaltou.
Um grupo de 16 pesquisadores participou da elaboração da cartilha, que deve ser direcionada principalmente aos técnicos que atuarão nas comunidades e aos próprios líderes comunitários. A distribuição será feita pela Funasa, que enviará aos municípios que solicitarem o material.
O conteúdo também será disponibilizado gratuitamente no site da fundação: www.funasa.gov.br. 
Fonte: Agência Brasil