11 de julho de 2019

Paraíba se destaca em 3ª edição do CNA Jovem Nacional


Ascom Senar

Paraibanos se destacam na edição 2019 do CNA Jovem, que teve seu encerramento no último domingo (7). O evento que contou com a participação de 61 jovens lideranças de todo o Brasil teve seu último encontro realizado durante o final de semana, na sede da CNA, em Brasília. A Paraíba contou com três representantes, que obtiveram destaque em seu desempenho individual e também coletivo.

Jocélio de Oliveira foi um dos seis finalistas classificados entre os 59 jovens que concorriam como vencedores do programa, que contou com 61 participantes ao todo. Jocélio é jornalista, natural de Campina Grande, e atualmente vive em João Pessoa, onde trabalha na assessoria de comunicação social do Sistema Faepa Senar. Para ele, o CNA Jovem foi experiência de crescimento pessoal e de autoconhecimento.

Jocélio de Oliveira

“O CNA Jovem me permitiu reconhecer, adquirir e desenvolver novas habilidades que, com certeza, já estão contribuindo para que eu seja um melhor profissional, um melhor empreendedor e um melhor líder. E tudo isso passa tanto pela coragem de assumir desafios como também pela constante inquietude, de não ficar no lugar de conforto, buscar sempre agir para alcançar resultados diferentes. O CNA Jovem me deu esse impulso para que eu possa trabalhar pelo Agro no meu emprego, para poder dar esse salto. E, ao mesmo tempo em que o Agro salta, eu estou saltando junto com ele. ” afirmou.

Assim como Jocélio, Tatiana Pontes também obteve destaque no circuito nacional. Como líder responsável do seu grupo, ela participará de mentorias realizadas por Fernando Ximenes, consultor da Confederação Nacional da Agricultura e também criador do projeto CNA Jovem. Durante seis meses, os líderes de cada grupo terão estas tutorias para auxiliar o desenvolvimento das iniciativas e solucionar os desafios propostos.

O projeto de seu grupo, a rede Jovem+Agro, é trazer o jovem do campo para dentro dos sindicatos rurais de suas regiões, para desenvolver eventos, movimentar as federações e, com isso, interligar todo o Brasil nessa rede com inovação e dinamismo. O jovem, por sua vez, irá adquirir novos conhecimento e experiências, fazendo com que a troca de benefícios seja mútua e o Sistema CNA se fortaleça cada vez mais.

Tatiana Pontes

Para ela, o CNA Jovem foi como um divisor de águas em sua vida. “O evento me mostrou um mundo que nós podemos desbravar, principalmente como líderes. O CNA Jovem me ajudou a me encontrar enquanto pessoa, enquanto profissional, e a ter certeza do caminho que eu quero trilhar, defendendo a bandeira do agro.”

Também atuou com destaque a paraibana Juliana Alves, natural de Catolé do Rocha, no alto sertão. Para ela, o CNA Jovem representou uma oportunidade única de crescimento não só profissional, mas também pessoal.

Juliana Alves

“Tivemos a oportunidade de trabalhar com jovens de todo país, conhecer várias realidades e desafios que precisam ser enfrentados. E esse suporte com treinamentos que recebemos proporcionou uma nova visão de mundo. Agora, o trabalho continua. Iremos aprimorar nosso desafio proposto no programa, além de desenvolvermos a ideia que surgiu logo após o evento: a criação de uma rede para jovens do semiárido. O agro precisa de pessoas que estejam preparadas e engajadas a promover tais iniciativas.” comentou.

 

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050
facebook.com/faepasenarpb
senarpb.com.br