1 de agosto de 2013

Procedimentos mais apurados


Ascom Senar-PB

“Hoje se alguém quiser conhecer o que o SENAR faz, é só entregarmos a série metodológica”, declarou Andréa Barbosa, chefe do Departamento de Educação Profissional e Promoção Social (DEPPS) sobre a nova edição da Série Metodológica da entidade, lançada este mês em São Paulo. Andréa abriu os trabalhos do segundo dia do Encontro Nacional de Superintendentes, nesta quarta-feira (31).
De acordo com a chefe do DEPPS, o documento tem mais conteúdo técnico e organização mais lógica, com uniformidade de informações educacionais, terminologias e de procedimentos para o fortalecimento da identidade institucional do SENAR. “Buscamos embasamento em instituições nacionais e internacionais para termos um documento completo que nos dê respaldo para o desenvolvimento de nossos cursos e treinamentos.”
Andréa Barbosa destacou a necessidade da adoção da nova série por todas as Administrações Regionais e frisou a importância do treinamento para os instrutores da entidade. “A nova série facilita nossa comunicação interna e externa, inclusive com os órgãos de controle. Por ser um documento norteador das nossas ações, precisamos preparar os parceiros para as mudanças”.
O SENAR pretende constituir um comitê gestor para debater anualmente a série metodológica. A ideia é sugerir novas mudanças para manter o documento sempre atualizado. “A intenção é termos uma série constantemente atualizada e disponível também em formato virtual”, relevou a chefe do DEPPS. As Administrações Regionais vão receber 20 kits com os cinco volumes da série para ajustes pontuais até outubro deste ano. No primeiro semestre de 2014 o documento vai estar finalizado e disponível para acesso dos profissionais da entidade.
Nesse último dia do encontro, os superintendentes da entidade conheceram ainda as ações que estão sendo realizadas dentro do programa Leite Legal – Produção de Leite de Qualidade, a estrutura do Programa Nacional de Agricultura de Precisão, em fase de capacitação de instrutores, e as metas do segundo semestre para o Pronatec do SENAR. “Nós temos total capacidade técnica e precisamos apenas investir pesado para aumentar nossa rede de colaboradores, como instrutores e gestores de programas, para tornarmos o SENAR cada vez mais reconhecido pelo seu trabalho”, finalizou o secretário executivo da entidade, Daniel Kluppel Carrara.

Fonte:Assessoria de Comunicação do SENAR