12 de junho de 2020

Senar debate atendimento virtual da Assistência Técnica e Gerencial


Ascom Senar

Brasília (10/06/2020) – O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) realizou uma transmissão ao vivo pelas redes sociais para debater o atendimento virtual da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) na quarta (10).

O encontro contou com a participação da diretora da ATeG do Senar, Andréa Barbosa; da coordenadora da ATeG-SC, Paula Araújo; do supervisor técnico ATeG-SC, Jeam Carlos Palavro; e do técnico de campo do Senar, Thiago Campos.

A inovação passou a ser oferecida pelo Senar aos produtores rurais atendidos pela ATeG para dar continuidade ao serviço durante o período de distanciamento social provocado pela pandemia do coronavírus. Mais de 11 mil propriedades, de 18 estados, já estão sendo atendidas virtualmente pelos técnicos da entidade.

“Buscamos essa alternativa emergencial para minimizar o cancelamento das visitas presenciais. É uma forma de mantermos o engajamento e a motivação dos produtores rurais, além de continuar coletando dados e passando informações técnicas e gerenciais para eles”, disse Andréa Barbosa.

Para participar, a propriedade precisa ter recebido, ao menos, uma visita presencial dos técnicos de ATeG. Também é necessário assinar um termo de adesão, ter o Caderno do Produtor e condições de manter contato com o técnico. As ferramentas mais utilizadas para o atendimento são Whatsapp, telefone fixo, telefone celular e e-mail.

Um dos destaques da conversa foi a experiência de Santa Catarina, onde já foram realizados mais de sete mil atendimentos virtuais de ATeG. Produtores de bovinocultura de leite, bovinocultura de corte, ovinocultura de corte, piscicultura, olericultura, apicultura e maricultura estão sendo acompanhados de forma remota.

“Criamos protocolos de trabalho, como reuniões semanais com a equipe de técnicos por Whatsapp e chamadas de vídeo para conversar com os produtores. Conseguimos fortalecer a confiança e o trabalho da ATeG dentro das propriedades. É no momento de crise que a gente vê quem está firme e vai se manter ao nosso lado”, afirmou Jeam Carlos Palavro.

No Distrito Federal, Thiago Campos conta que, inicialmente, o atendimento virtual ajudou a acalmar os produtores com orientações sobre o que fazer diante do novo cenário. Depois de analisar informações sobre estoque, despesas e alternativas de comercialização, o trabalho passou a ser focado no planejamento da produção e no gerenciamento das atividades.

“Cada propriedade é uma realidade e precisa ser analisada de forma personalizada. Procuramos motivar o produtor para manter o controle gerencial, que é o foco da nossa metodologia e algo que se torna ainda mais importante em um momento de crise como esse”, declarou ele.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil