15 de abril de 2015

Superintendente aposta em investimento nos jovens


Ascom Senar-PB



Em 2015, o atual superintendente do Senar Paraíba, Sérgio Martins, prevê um ano de muitas mudanças e prioridade em atender os produtores e trabalhadores rurais de todo estado de maneira diferenciada. A meta audaciosa é reforçar as cadeias produtivas por região e oferecer um pacote de cursos e treinamentos complementares. Com este desafio cumprido, o superintendente afirma que o Senar-PB mudará a realidade do campo e do agronegócio paraibano.
Canal Rural – O Senar vêm mudando e adequando os seus treinamentos a novas exigências da sociedade, como a regional da Paraíba está pronta para enfrentar as novas demandas do mercado?
Superintendente – Deixamos de apenas realizar cursos e treinamentos para atuar em parceria com grandes instituições como o Ministério da Educação (MEC), como por exemplo, implantamos a Rede e-TEC do Senar para oportunizar jovens na educação rural. Com esta visão, o Senar fechou todo o ciclo de ensino, ofertando curso técnico, graduação e pós-graduação. Além disso os treinamentos de capacitação serão mantidos como forma de atualizar os produtores e trabalhadores rurais.
Canal Rural – Quais são as metas em 2015 para atender os produtores e trabalhadores rurais?
Vamos reforçar as cadeias produtivas de cada região e trabalhar com conteúdo completo para que o produtor tenha o entendimento geral do seu negócio, aliado ao uso de tecnologia. Além disso, vamos priorizar a capacitação dos nossos mobilizadores que são fundamentais para a realização do nosso trabalho. Fazemos parte também de um grupo que já implantou o Senar nas Nuvens, programa que permite que todos as solicitações de cursos e treinamentos e materiais sejam disponibilizados virtualmente.
Canal Rural – Você é um dos superintendentes mais novos de todas as regionais do Brasil, como uma visão inovadora, pode atrelar ganhos ao Sistema?
O grande desafio é manter os jovens no campo e mostrar o quanto ele gera oportunidades. Nossa missão é que os estudantes de hoje sejam os agroempresários do futuro, com estabilidade financeira no setor, e a tendencia é que haja uma valorização destes profissionais em breve.
Canal Rural – Recentemente você viajou à Espanha para um Congresso sobre Desenvolvimento Terrritorial Sustentável. Quais as ações ou novas ideias você pretende implantar no Senar-PB, de acordo com modelos vistos na Europa? 
Tive a oportunidade de conhecer regiões bastante organizadas, onde indústria, comércio e campo andam alinhadas. A nossa ideia é trazer este modelo de cooperativismo para realizar parcerias com as instituições que dão suporte ao campo, como o Sebrae e o Sescoop/PB, a Embrapa, Emepa, Emater e universidades. Estas instituições dão suporte em pesquisas e dados para que o nosso Sistema possa atuar de maneira mais direta e de acordo com as potencialidades de cada região. Quando trabalharmos como parceiros e em um sistema de cooperativas e associações, o produtor rural estará mais fortalecido, podendo agregar valor ao seu produto.
 
Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6073/6050
facebook.com/faepasenarpb
imprensa@senarpb.com.br