2 de outubro de 2017

SENAR forma 22 ‘Técnicos em Agronegócio’ do Polo Alagoa Grande


Ascom Senar

pagina-inicial

Vinte e dois novos Técnicos em Agronegócio formados pelo SENAR colaram grau durante solenidade na última sexta-feira (29). Os profissionais são do polo de apoio presencial de Alagoa Grande e passaram por dois anos de formação. A cerimônia de certificação aconteceu no Teatro Santa Ignêz, patrimônio cultural do município.

O presidente do Conselho Administrativo do SENAR, Mário Borba, conduziu a solenidade e falou sobre a importância do ingresso no mercado de trabalho. “Esse é um trabalho que é levado à frente pela equipe do Departamento de Educação Formal, mas que é muito gratificante para todos que fazem o SENAR. A Paraíba, o Nordeste e o Brasil precisam de vocês. A agricultura é o que está sustentando este país, seja no PIB, nas exportações, no emprego”, defendeu.

Presidente do SENAR concede grau acadêmico aos Técnicos em Agronegócio

Presidente do SENAR, Mário Borba, concede grau acadêmico aos Técnicos em Agronegócio

Após a formatura, o próximo passo deverá ser a entrega dos diplomas, para que então os técnicos possam adquirir o registro profissional junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia. Assim, eles poderão atuar efetivamente seja na gestão de propriedades, em consultorias, ou na assistência técnica por exemplo.

Esta última área é uma das que atraem o foco do novo Técnico em Agronegócio Júlio César Rodrigues Souto. Ele também é técnico agrícola, além de zootécnico com mestrado na mesma área e enxergou na gestão de projetos um diferencial no curso.

Júlio César Rodrigues Souto

Júlio César Rodrigues Souto

“A parte da administração rural, economia, contabilidade e gestão de projetos me trouxe muito conhecimento. A gente vê o campo como bastante promissor e queremos dar uma resposta aos produtores que tanto precisam da nossa assistência técnica”, comentou Júlio César que vê a produção agrícola e pecuária como mola mestra do país.

Já para a também recém-formada Marina Sousa, as aulas práticas é que foram um diferencial. “Tenho licenciatura em ciências agrárias e já lidava com o campo, mas aqui no curso técnico a gente tinha muitas aulas práticas e isso foi um grande aprendizado para mim. Agora eu pretendo abrir um empreendimento e trabalhar na parte de gerenciamento”, resumiu.

Marina Sousa

Marina Sousa

Essa já é a segunda turma do polo Alagoa Grande formada pelo SENAR. No município, o curso da Rede e-Tec Brasil conta com o apoio do Sindicato dos Produtores Rurais. Antes de concluir o técnico em agronegócio, os alunos apresentam um trabalho de conclusão, que muitas vezes resume todo conhecimento adquirido.

“Assisti à defesa dos trabalhos deles e como eles estão conectados com a região. Algumas das pesquisas já foram apresentadas também em âmbito nacional, de modo que o que está sendo produzido aqui, está repercutindo também fora, o que é muito bom para nós. Isso com temas como a integração Lavoura, Pecuária Floresta, agricultura orgânica e vários outros”, afirmou o presidente do sindicato, Vanildo Pereira.

interna2“Quando a gente tem dedicação a uma causa, a gente consegue frutos como o que colhemos hoje. Essas pessoas levam o nome da instituição e também a certeza de que fizemos o melhor que pudemos por eles”, comentou a coordenadora da Rede e-Tec Brasil na Paraíba, Poliana Queiroz.

Quem também enxerga com orgulho a conclusão dessa etapa, é o tutor Rafanele Trajano, responsável por unidades curriculares do último semestre. “Eles adquirem todo um conhecimento e a gente vê essa bagagem se materializando na elaboração de um trabalho. Poder contribuir na formação de tudo isso é muito gratificante”, concluiu.

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050 / (83) 3048-6073
facebook.com/faepasenarpb
senarpb.com.br