29 de janeiro de 2016

2016 marca ano especial para a Faculdade de Tecnologia CNA


Ascom Senar-PB

daniel e diretor

Dono da Fazenda Sanga Puitã, Wilfrido Marques, e o Secretário-Executivo do SENAR, Daniel Carrara, na assinatura do protocolo de intenções

Durante essa semana, o SENAR, a CNA, o Instituto CNA (ICNA) e a Fazenda Sanga Puitã assinaram um protocolo de intenções que permitirá levar os alunos da Faculdade de Tecnologia CNA a um “laboratório a céu aberto” construído em mil hectares, localizado na divisa do Distrito Federal com Goiás – a 60 quilômetros de Brasília.

Este “laboratório a céu aberto” trata-se de uma área da Fazenda Sanga Puitã onde funciona a Escola Superior do Agronegócio Internacional (ESAI). Nela, são desenvolvidos diversos projetos e situações para que os visitantes tenham conhecimento sobre as cadeias produtivas, os desafios logísticos e de comercialização, as parcerias internacionais, o relacionamento com o consumidor, e muitos outros aspectos que fazem parte do setor agropecuário brasileiro e internacional.

É lá que vai acontecer, no sábado, dia 30 de janeiro, o lançamento do Programa de Extensão Comunitária da Faculdade de Tecnologia CNA. “Vamos aproveitar essa primeira visita à Fazenda para planejamento das ações que serão desenvolvidas com estudantes, tanto de graduação quanto de pós-graduação, da Faculdade CNA. E também vamos firmar o início dos projetos do Programa de Extensão da Faculdade”, conta Camila Braga, coordenadora do Programa de Extensão da Faculdade de Tecnologia CNA, que também é assessora técnica da Comissão Nacional de Silvicultura da CNA. “Essa dupla função e o conhecimento que eu tenho do Sistema CNA/SENAR é muito positivo para o Programa de Extensão e para a minha atuação na Faculdade. Consigo enxergar oportunidades de intercâmbio de conhecimentos entre os alunos e os técnicos da Superintendência Técnica da CNA, por exemplo”, complementa Camila.

abdon

Abdon Miranda e Camila Braga

O Diretor da Faculdade de Tecnologia CNA, Abdon Miranda, está otimista. “Com o lançamento deste programa, todos poderão conhecer o lado empreendedor e social da Faculdade CNA”, explica.

Junto com Abdon e Camila, participarão do lançamento do Programa Extensão Comunitária da Fatecna:

– Fernando Rati – professor de introdução à extensão da Faculdade (e assessor técnico da Comissão Nacional do Café da CNA)
– José Péricles – coordenador adjunto da pós-graduação em Gestão Empresarial no Agronegócio / Turma de Alexânia-Goiás
– Fernanda Schwants – professora de custos de produção da Faculdade (e assessora técnica do Núcleo Econômico da SUT/CNA)
– Alessandro Aveni – professor da disciplina Gestão de Projetos nas turmas de pós-graduação
– Dyovanna Depolo de Souza Pin – coordenadora da pós-graduação em Gestão de Pessoas no Agronegócio
– Fabiano Cóser – professor – Cadeias Produtivas do Agronegócio III
– Maria Aparecida – coordenadora do curso de graduação em agronegócio
– Maria Cristina Ferreira – coordenadora do programa de educação formal do SENAR
– Plácido – coordenador administrativo da Fatecna
– Maria Cristina Azevedo de Araújo – Responsável pelo Escritório de Projetos do SENAR
– Matheus Ferreira Pinto da Silva – coordenador de Assistência Técnica e Gerencial do SENAR
– Rubens Oliveira – assessor técnico da ATER/SENAR

Sobre o Diretor da Faculdade CNA

Abdon Miranda nasceu no município de Guarabira, na Paraíba. Tem formação em diversas áreas de atuação: engenheiro agrônomo, advogado, professor, consultor organizacional e jornalista. “No fundo, sou um vendedor. Eu vendo idéias”, afirma.

Como jornalista atuou por 16 anos (de 1980 a 1996) no Programa Dinâmica Rural das rádios Cultura e Rural de Guarabira-Pb. Ganhou título de “Cidadão Honorário” de diversos municípios paraibanos e de Brasília. Foi Chefe de Gabinete do SENAR Nacional e atualmente é Diretor Geral da Faculdade de Tecnologia CNA do Sistema CNA/SENAR há 01 ano.

Para saber mais sobre a Fatecna, acesse o site: http://www.faculdadecna.com.br/