16 de agosto de 2012

Pronatec leva formação inicial e continuada ao campo


Ascom Senar-PB

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR iniciou as primeiras turmas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) nas administrações regionais
Os estados de Santa Catarina, Piauí e Tocantins já iniciaram as aulas nos cursos ofertados pela instituição. Paraná e Amazonas estão com as turmas formadas e devem iniciar as aulas até o início de setembro.
No Paraná, os alunos das Casas Familiares de Ensino Médio Regular e dos Colégios Agrícolas terão a oportunidade de fazer os cursos de Trabalhador em Bovinocultura de Leite e Tratorista Agrícola. “Nós buscamos ofertar os cursos nas áreas em que já temos instrutores capacitados e que saibam lidar com o público jovem. Nossa pretensão é iniciar com poucos cursos para ir adquirindo experiência”, revela o gestor do programa no estado, Alexandre Lobo, do SENAR/PR. Os municípios atendidos pelo Pronatec no Paraná são Boa Vista da Aparecida, Capanema, Dois Vizinhos, Marmeleiro, Nova Prata do Iguaçu, Pato Branco, Sulina e Três Barras do Paraná.
Na região Norte, o Pronatec fechou 24 turmas em 10 municípios no estado do Amazonas e atenderá 360 alunos. As capacitações são em Bovinocultor de Corte, Bovinocultor de Leite, Fruticultor, Horticultor, Cultivador e Beneficiador de Mandioca e Piscicultor.
O SENAR Central disponibilizará um kit aos alunos do programa, com estojo, lápis, caneta, boné e caderno. O material de divulgação do Pronatec como folders, cartazes e banners já foram distribuídas para as regionais que aderiram ao programa, assim como os certificados. Além do material básico, o SENAR Central também enviará cartilhas instrucionais para os alunos, que devem ser entregues até meados de setembro.
Guia FIC – O Ministério da Educação está revisando o Guia de Formação Inicial e Continuada (FIC), onde os cursos do Pronatec estão listados e distribuídos de acordo com os eixos tecnológicos, mantendo a referência do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT). Para isso, o MEC realizou na última semana uma oficina no Instituto Federal de Brasília e ouviu representantes das entidades que promovem o Pronatec, entre elas o SENAR.
De acordo com a coordenadora do Pronatec, Janei Cristina Resende, o SENAR irá atuar mais expressivamente nos eixos de Recursos Naturais e Produção Alimentícia. “Na reunião com o MEC sugerimos melhorias na ementa dos cursos nesses eixos, de maneira a contemplar a realidade no campo”, explicou. Janei ressaltou que o SENAR também propôs a criação do curso Gestão de Propriedade Rural no Guia FIC. “Entendemos que o curso Auxiliar Administrativo já previsto no guia pode atender nossas necessidades, porém será preciso alguns ajustes na ementa e no conteúdo”, destacou.
A coordenadora da Área de Capacitação do SENAR, Fabiana Rezende Yehia, e técnicos das administrações regionais do Pará, Paraná, Bahia, Minas e Goiás também participaram da oficina do Ministério da Educação. Em setembro, haverá uma nova reunião para validação final das propostas e sugestões apresentadas ao Guia FIC e em outubro uma nova avaliação será feita para publicação da 3ª edição do documento.

 Fonte: Canal do Produtor – Assessoria de Comunicação do SENAR