21 de setembro de 2018

‘Agrotech’ reúne alunos do curso técnico do Senar Paraíba Agronegócios


Marina Cabral

Cerca de 150 alunos do curso Técnico em Agronegócio do Senar, produtores rurais e alunos da Faculdade CNA participaram neste sábado (22) do Agrotech – Tecnologia para o agronegócio, realizado pela própria instituição como evento paralelo à expofeira Paraíba Agronegócios 2018. Participaram da atividade alunos dos três polos do curso em Alagoa Grande, Campina Grande e João Pessoa.

Agricultura urbana, o emprego da internet das coisas no campo, linhas de financiamento para inovação e agricultura 4.0 foram alguns dos temas discutidos no encontro, que contou com palestras e oficinas.

O objetivo do evento foi ampliar a visão dos alunos, mostrando tecnologias que fossem aplicadas ao agro e temas que ultrapassam a rotina da sala de aula, não só com palestras, mas também com práticas e oficinas. Fora divulgadas experiências de pessoas ligadas ao agro nos estados da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Um dos palestrantes foi aluno egresso do curso técnico. Rogério Araújo apresentou o projeto “Turminha do Agro”, que consiste num jogo digital educativo sobre agricultura e pecuária. A plataforma foi desenvolvida pela Mulungu Studio, uma startup criada por Rogério.

Rogério Araújo

“Foi com o curso técnico que eu despertei sobre como poderia ligar a agricultura à minha área que é tecnologia. Trouxe minha experiência para mostrar que também fui aluno e que é possível pensar fora da caixa e fazer mais do que assistir aula, mas sim contribuir para que o setor cresça cada vez mais”, afirmou.

Na abertura do evento, o superintendente do Senar-PB, Sérgio Martins, destacou o crescimento da produtividade no campo por meio do uso de tecnologia. Comentou ainda sobre a importância do setor agropecuário para o Estado e também para o Brasil.

Paula Mikácia

O Agrotech propôs ao público um desafio, responder a pergunta “o que você pode fazer para desenvolver o agronegócio paraibano”. Para a aluna do polo de Campina Grande, Paula Mikacia, que está no segundo semestre do curso, a solução passa por “realizar o melhor atendimento ao produtor com assistência técnica que atendas necessidades de produção”.

Ela ingressou no curso técnico com o objetivo de compreender melhor o agronegócio e também para ajudar parentes que são pequenos agricultores no interior do Estado.

Poliana Queiroz

“Tem coisas boas, inovações acontecendo aqui na nossa região. Mostramos algumas dessas experiências para estimular os alunos a pensar: ‘como podemos mover o agronegócios paraibano’, essa foi a grande provocação que tentamos fazer hoje com o evento”, avaliou a chefe do Departamento de Educação Formal do Senar, Poliana Queiroz.

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050
facebook.com/faepasenarpb
senarpb.com.br