11 de novembro de 2013

PB deve ganhar mais um ponto para descarte de agroquímicos


Ascom Senar-PB

O Brasil é recordista mundial no recolhimento de embalagens de agroquímicos. Nos últimos dez anos, o percentual de embalagens plásticas colocadas no mercado que são recolhidas pela indústria após o uso do produto nas lavouras atingiu 95%. Na Paraíba, existe apenas um ponto de recolhimento em todo o estado, o que dificulta a conscientização dos produtores que utilizam o produto.
Apesar da Defesa Agropecuária do estado não ter números concretos sobre a devolução de embalagens, há a preocupação com o destino que é dado a maior parte dessas embalagens. “Hoje o único ponto de recolhimento para esse produto fica em Mamanguape e isso dificulta a disseminação da ideia de reciclagem em todo o estado. Além disso, os produtores ficam sem saber o que fazer com as embalagens de defensivos agrícolas que utilizam em sua lavoura”, revela o representando da Defesa Agropecuária da Paraíba, Luis Carlos.
O presidente do Sindicato Rural de Sousa, Tiburtino Cartaxo, vem articulando, com o apoio do Sistema FAEPA/SENAR-PB, a implementação de mais um ponto de recolhimento de embalagens de agrotóxicos no estado. “Junto com a assessoria da FAEPA, nós procuramos a ARPAN, que é uma associação de recolhimento de embalagens do Nordeste, para desenvolver essa ideia e o projeto vai sair do papel muito em breve. Num projeto piloto, Sousa terá o segundo ponto de recolhimento dessas embalagens no estado e através dos treinamentos que o SENAR-PB oferece, queremos conscientizar os produtores a dar um fim adequado a esse tipo de produto”, explica ele.
Os produtores rurais de Campina Grande também estão buscando viabilizar a implantação de uma unidade de recolhimento das embalagens de defensivos, através do Sindicato dos Produtores Rurais. Segundo o presidente do Sindicato, João de Deus Rodrigues, o projeto mantém contato com uma empresa nacional de recolhimento das embalagens. “Estamos agora aguardando a liberação da área para depósito, que já foi solicitada à prefeitura e deve estar disponível ainda este ano”, afirmou.
Para o presidente do Sistema Faepa/Senar, Mario Borba, a iniciativa dos Sindicatos de Produtores Rurais tem todo apoio da Faepa e do Senar por que o setor agropecuário tem interesse em crescer preservando o meio ambiente. “A partir do momento que há essa preocupação com a destinação das embalagens usadas, fica claro que há um sentimento de preservação da natureza como gratidão pelo o que ela oferece. Só este ano, o Senar promoveu 27 treinamentos sobre prevenção de acidentes com agrotóxicos e, dentro disso, ensinamos a forma correta de descarte das embalagens”, afirma Borba declarando ainda que o Sistema acredita muito na expansão dessa ideia e com certeza participará da sua execução e divulgação.

Assessoria de Comunicação Social SENAR-PB
(83) 3048 6073/9928 0819