28 de junho de 2019

Plano de Desenvolvimento do Nordeste vai levar Assistência Técnica e Gerencial a 200 mil propriedades do Semiárido


Ascom Senar

Brasília (27/06/2019) – Para criar oportunidades de produção e geração de renda à população do Semiárido, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) vai executar o Plano de Desenvolvimento do Nordeste. A iniciativa é desenvolvida em parceria com o governo federal e terá ações de outras entidades empresariais.

A proposta foi apresentada aos superintendentes das Administrações Regionais do Senar do Nordeste em reunião na sede do Sistema CNA/Senar na quinta (27), em Brasília.

O Plano de Desenvolvimento do Nordeste tem o objetivo de gerar oportunidades de renda aos produtores rurais por meio da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), disseminação de conhecimento, ações de conservação hídrica e alimentação animal, alavancagem da agroindústria e do turismo rural e promoção da saúde no campo.

Presidente do Sistema CNA/Senar, João Martins

“Baseado em conhecimento e na experiência no campo, eu tenho convicção de que a assistência técnica e gerencial é a ferramenta adequada para promover a transformação do Semiárido”, destacou o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins.

O diretor de Assistência Técnica e Gerencial do Senar, Matheus Ferreira, explicou as linhas gerais de ação e as estratégias de acordo com as aptidões e potencialidades das microrregiões.

O diretor de ATeG do Senar, Matheus Ferreira

“Por meio da capilaridade do Senar e apoio do governo federal, a meta é oferecer assistência técnica e gerencial para 200 mil propriedades em 100% dos municípios do semiárido brasileiro para potencializar oportunidades na agropecuária, indústria e comércio, turismo e desenvolver ilhas de prosperidade”, destacou.

O Semiárido concentra 21% dos municípios brasileiros e representa 34% dos estabelecimentos rurais do Brasil. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM) de 55% municípios do Semiárido variam de muito baixo a baixo.

O vice-presidente de Secretaria da CNA e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa/PB), Mário Borba, destacou que o Sistema CNA/Senar está criando oportunidades para o setor.

O vice-presidente de Secretaria da CNA e presidente da Faepa/PB, Mário Borba

“Precisamos aproveitar esse momento em que a instituição tem interlocução com diversos setores da sociedade para atuarmos com dedicação extrema na aplicação dos projetos que visam o desenvolvimento da agropecuária brasileira”, afirmou.

O presidente da Comissão de Desenvolvimento da Região Nordeste do Brasil, Pio Guerra, reforçou a atuação da entidade para fomentar a região, considerando as particularidades e a vocação agropecuária de cada estado.

O presidente da comissão de Desenvolvimento da Região Nordeste do Brasil e presidente da Faepe, Pio Guerra.

“O momento é ótimo e precisamos aproveitá-lo de maneira eficiente para colocarmos em prática as ações e oportunidades criadas pelo Sistma CNA/Senar”, destacou Pio Guerra, que também é presidente da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe).

Participaram da reunião os superintendes das Administrações Regionais do Senar Luiz Fernando Dória, de Alagoas; Carine Magalhães, da Bahia; Sérgio Oliveira da Silva, do Ceará; Adriano Moraes, de Pernambuco; Dênio Leite, de Sergipe; Luiz Henrique Paiva, do Rio Grande do Norte; Paulo Emílio Monteiro, do Piauí e Antonio Figueirêdo, do Maranhão.

Assessoria de Comunicação CNA
Fotos: Adriano Brito
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor

cnabrasil.org.br

twitter.com/SistemaCNA

facebook.com/SistemaCNA

instagram.com/SistemaCNA

facebook.com/SENARBrasil