16 de janeiro de 2014

Projeto Balde Cheio Paraíba começa atividades nesta sexta


Ascom Senar-PB

Nesta sexta (17) o município de Soledade recebe a primeira atividade do Projeto Balde Cheio, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR-PB) e pela Fundação Banco do Brasil. O projeto tem o objetivo de promover o desenvolvimento da pecuária de leite no estado, demonstrando a viabilidade econômica da pequena propriedade rural em sistema intensivo de produção de leite, tendo como ferramenta a transferência de tecnologia aos técnicos e produtores em treinamentos e cursos.

O projeto Balde Cheio Paraíba irá proporcionar o repasse de modernas tecnologias de produção leite, por meio de treinamentos e cursos, a produtores de leite do estado, utilizando-se de pequenas propriedades leiteiras de cunho familiar como “sala de aula prática”, onde várias técnicas serão sugeridas e discutidas por todos os envolvidos (instrutores credenciados pelo Programa da Embrapa, técnicos e produtores), adequadas à realidade de cada propriedade e, por fim, implementadas. Os municípios selecionados para o desenvolvimento do projeto são: Alagoa Grande, Aroeiras, Monteiro e Soledade.

O presidente do Sistema Faepa/SENAR, Mário Borba, afirmou que a Paraíba é um dos maiores produtores de leite do Nordeste, porém está desestimulada por falta de uma política de desenvolvimento para o setor. “A cadeia produtiva do leite é uma das mais promissoras na Paraíba, mas se não damos condições para os produtores se desenvolverem, como é que podemos crescer? Os laticínios do estado também estão com o crescimento reprimido por falta de matéria prima. Estão comprando leite em pó em outros estados e fora do país para manter a produção dos produtos lácteos. Temos que mudar essa realidade”, disse.

O primeiro encontro irá reunir os produtores selecionados no projeto para discutir tópicos como o uso de insumos de qualidade e com preço acessível; produtividade e qualidade das forrageiras; instalações funcionais; padrão genético adequado ao manejo da propriedade; estrutura de rebanho equilibrada; associativa e cooperativismo e mão de obra eficiente.

O projeto que também tem como parceiro a Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba prevê, além da realização dos cursos, a implantação de quatro unidades demonstrativas utilizando a metodologia Balde Cheio, em um própriedade de cada município contemplado.

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6073/6050
facebook.com/faepasenarpb
imprensa@senarpb.com.br