9 de maio de 2013

Seminário incentiva prática de agricultura orgânica


Ascom Senar-PB

Para debater temas relacionados ao desenvolvimento rural sustentável, a Frente Parlamentar Mista pelo Desenvolvimento da Agroecologia e Produção Orgânica promove um seminário, nos dias 08 e 09 de maio, no Senado Federal. O primeiro dia de evento contou com a participação do diretor do Departamento de Sistemas de Produção e Sustentabilidade do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), José Guilherme Leal, que ressaltou as principais ações desenvolvidas pelo órgão.
O Seminário Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica visa estimular o debate de políticas públicas para o fomento da produção e comercialização de produtos livre de agrotóxicos. Segundo José Guilherme, existem no país, mais de 11 mil unidades de produção orgânica. “O Mapa possui 40 técnicos treinados atuando na aplicação de mecanismos de controle para a garantia da qualidade orgânica em todas as unidades da federação”, salientou.
A agricultura orgânica se distingue pela produção de alimentos sem o uso de agrotóxicos e fertilizantes químicos. O sistema tem como base o desenvolvimento sustentável associado à preservação dos recursos naturais, à saúde do consumidor e à valorização do trabalhador rural. Para o secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Mapa, Caio Rocha, é de extrema importância desenvolver esse sistema no meio rural. “Os produtos orgânicos proporcionam segurança alimentar e nutricional ao consumidor, além de preservar o meio ambiente. Estamos trabalhando junto ao Governo Federal na construção do Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica”, ressaltou.
O Brasil ocupa posição de destaque na produção mundial de orgânicos. No Mapa, a Coordenação de Agroecologia (Coagre), da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC), é o setor responsável pelas ações de desenvolvimento da agricultura orgânica. 
Fonte: Mapa