7 de maio de 2018

Senar forma 50 Técnicos em Agronegócio de três polos da Paraíba


Ascom Senar

Cinquenta novos Técnicos em Agronegócio, formados pelo SENAR da Paraíba, colaram grau em solenidade realizada nesta sexta-feira (4), em João Pessoa. Os profissionais são dos três polos de apoio presencial do Estado, localizados em Alagoa Grande, Campina Grande e na capital.

A solenidade, que aconteceu no auditório do Tribunal de Contas do Estado, reuniu tutores, parentes dos alunos e autoridades paraibanas, além da equipe técnica do Senar. Na ocasião, o presidente do Sistema Faepa Senar, Mário Borba resgatou a história da criação do curso.

“A nossa Confederação contratou a FGV para fazer um levantamento sobre o perfil do produtor que mostrou que havia uma concentração muito grande da produção. A intenção com o curso foi ampliar a classe média rural, por meio da capacitação, e sua participação no PIB do agro”, afirmou.

O Secretário de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Rômulo Montenegro destacou que o setor agropecuário vive um forte desenvolvimento e que o técnico de campo tem o papel essencial de aproximar o campo e o produtor rural da tecnologia.

“É fundamental esse trabalho que o Senar vem fazendo. Houve um incremento nas fronteiras agrícolas, comerciais e industriais. Ter conhecimentos de gestão é essencial para esse novo ambiente econômico. A propriedade rural é uma empresa e nenhuma empresa se movimenta sem que se tenha gestão”, defende o Secretário.

Essa demanda apontada por Rômulo Montenegro já começa a ser percebida pelos técnicos. Vanessa Lyra é pernambucana, mora no Recife e é concluinte do polo João Pessoa. Formada também em Agronomia, ela diz que já recebeu propostas alinhadas com o perfil do curso.

“Fui chamada por empresas da Bahia e do Rio Grande do Norte que tinham interesse em profissionais com a capacitação oferecida pelo curso. Apesar de ser de nível médio, ele oferece conhecimentos mais amplos que os da minha graduação, já que dão conta não só da produção, mas de todos os processos da cadeia produtiva”, reflete a profissional.

Já o formando Clayton Sousa, do polo Alagoa Grande, tem utilizado os conhecimentos adquiridos no curso técnico como mais uma habilidade no seu trabalho como agente de crédito. “Sou da área rural e atendo muitos clientes com esse perfil. Quero incentivá-lo a gerir melhor os negócios, como vi no curso”, resume.

Diante de todos esses resultados, a coordenadora da Rede e-Tec Brasil na Paraíba, Poliana Queiroz, destacou que a formação oferecida pelo Senar quebra paradigmas em relação à produção rural.

“O curso mostra que agronegócio não é só para pequenos produtores. O setor agropecuário se fortalece cada vez mais e é preciso levar a gestão os conhecimentos de gestão e administração para dar suporte a esse crescimento”, refletiu Poliana, que ainda destacou a alegria de todos que compõem a equipe do Sistema.

Outros 24 formandos não puderam comparecer à formatura, um deles é Diego Alves, que além de Técnico em Agronegócio, também é Engenheiro Agrônomo e hoje trabalha no estado do Paraná.

“Fui aluno do polo de Alagoa Grande, e esse curso foi um diferencial na minha seleção. Sou muito grato por todo apoio e conhecimento que adquiri ao longo dos dois anos de formação. Espero que o curso continue dando excelentes frutos”, afirmou.

Na Paraíba existem 12 turmas em andamento nos polos de apoio presencial já existentes. No próximo semestre o Estado passará a contar com o quarto polo, situado na cidade de Catolé do Rocha, alto sertão paraibano, o primeiro na região.

O curso Técnico em Agronegócio é uma realização do Senar com a Rede e-Tec Brasil e o Senar Brasil e forma técnicos de nível médio, habilitados para atuar nas diversas cadeias produtivas da agropecuária.

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050
facebook.com/faepasenarpb
senarpb.com.br