27 de maio de 2014

Sertão Empreendedor leva mudança de atitude ao sertanejo


Ascom Senar-PB

O Sertão Empreendedor, programa criado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e visa contribuir para o desenvolvimento sustentável do semiárido paraibano mediante a difusão e aplicação de tecnologias de convivência com a seca, promoveu no município de Santa Luzia, nos dias 19 e 20 de maio, o curso “Mudança de atitude do homem sertanejo”.
A ação faz parte do cronograma do programa e objetiva, basicamente, fazer com que o produtor acredite que é possível produzir e se desenvolver no semiárido. “Esse curso, voltado totalmente para os produtores, tem um teor de experimentação, com o grande objetivo de fazer com que eles (produtores) possam perceber suas atitudes e superem possíveis deficiências. Na metodologia de ensino são aplicada dinâmicas e um processo de contribuir para o aprendizado e amadurecimento emocional. Também são simuladas situações que se aplicam ao cotidiano deles, a fim de que possam superar os desafios da perspectiva do semiárido e, além disso, o mais importante é que acreditem na potencialidade do Sertão Empreendedor”, explica o coordenador do programa, Jonhbel Paiva.
O curso foi ministrado pela instrutora Dimara Simplício Pequeno e contou com a participação de cerca de 20 produtores rurais da região. Além de Santa Luzia, os municípios de Cajazeiras, Piancó e Juazeirinho também receberam o curso durante o mês de maio.
Próximos passos
Ainda segundo o coordenador do Sertão Empreendedor, já estão agendadas ações para os próximos meses, como viagem técnica e dia de campo. De acordo com Paiva, no próximo dia 30 de maio ocorrerá a Caravana Sertão Empreendedor, quando cerca de 50 produtores da região de Santa Luzia, Juazeirinho e Catolé do Rocha farão uma visita técnica a uma fazenda modelo. “Levaremos esses produtores à fazenda Carnaúba, em Tapeorá, para que eles possam ver o processo de produção e conservação de forragens para pecuária leiteira em uma propriedade de produção e administração modelo como esta do Manoelito Dantas, grande empresário rural. No começo de junho também acontecerá o Curso de Plantio de Sorgo para esses produtores, que aos poucos vão mergulhando na ideia central do Sertão Empreendedor, que é produzir com qualidade no Semiárido”, finaliza Jonhbel.,
Assessoria de Comunicação
Sistema Faepa/Senar