6 de junho de 2013

Sistema CNA/SENAR promove encontro de lideranças rurais


Ascom Senar-PB

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) reuniram nesta terça-feira (4/6), em Brasília (DF), mais de 500 líderes rurais de todo o País para o Encontro Nacional de Dirigentes Sindicais. Promovido com o objetivo de aproximar as lideranças do Sistema CNA/SENAR e mostrar os projetos e ações que vem sendo desenvolvidos em benefício do setor agropecuário, o encontro começou no Palácio do Planalto, onde todos puderam assistir ao anúncio do Plano Agrícola e Pecuário 2013/2014 pela Presidente Dilma Rousseff.
Logo em seguida, durante o evento, realizado no Espaço Unique, a presidente da CNA e do Conselho Deliberativo do SENAR, senadora Kátia Abreu, destacou a importância do encontro e da presença dos presidentes e diretores dos sindicatos rurais, que passaram o dia na capital federal. “É muito importante a presença de vocês aqui para fortalecer a relação do Sistema CNA com os sindicatos rurais, que são os que mais conhecem as necessidades do campo”, destacou a senadora.
As lideranças sindicais rurais também elogiaram a iniciativa. “Foi uma oportunidade para ver como a CNA defende os interesses do produtor rural”, enfatizou José de Arimatéia Ramos, o presidente do Sindicato Rural de Sapé, na Paraíba, um dos 30 integrantes da comitiva do Estado. Para a piscicultora Maria das Graças Borges Silva (foto), presidente do Sindicato Rural de Guapó, em Goiás, as informações obtidas no encontro serão úteis na lida diária do campo. “As informações que tivemos aqui nos ajudarão no nosso dia a dia”, afirmou.
Quem também destacou o trabalho realizado pelo Sistema CNA/SENAR foi o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Almas, no Tocantins, Paulo Carneiro. “Quem veio pôde ver de perto o trabalho feito pela senadora e sua diretoria”, enfatizou.
Plano Agrícola e Pecuário – Pela manhã, os dirigentes sindicais rurais estiveram no Palácio do Planalto para acompanhar o lançamento do Plano Agrícola e Pecuário 2013/2014. O conjunto de medidas divulgadas foi bem aceito pelas lideranças. “Além de mais recursos e juros mais atraentes, trouxe muitas inovações e a presidente Dilma antecipou algumas medidas regionais, que serão anunciadas na semana que vem para o Nordeste. É importante essa regionalização do plano de safra diante da diversidade de características da produção brasileira”, destacou o presidente do Sindicato Rural de Irienópolis, em Santa Catarina, Francisco Eraldo.
O presidente do Sindicato Rural de Pilões, na Paraíba, Wiliams Colaço, também destacou as ações anunciadas para solucionar o endividamento rural do Nordeste, que considerou “um grande avanço”. Alencar Franco da Silveira (foto abaixo), presidente do Sindicato Rural de Outro Preto do Oeste, em Rondônia, elogiou o PAP, mas defendeu maior facilidade no acesso aos recursos, para que “o dinheiro chegue às mãos do produtor”.
Na avaliação do presidente do Sindicato Rural de Dourados, em Mato Grosso do Sul, Marisvaldo Zeuli, os pontos importantes do PAP 2013/2014 foram o crédito anunciado para a armazenagem e a ampliação do volume de recursos destinado à subvenção ao seguro rural. “A questão agora é adequar a contratação dos recursos do seguro aos custos do produtor”, frisou.
A programação do Encontro Nacional dos Dirigentes Rurais contou com diversas palestras. Além da senadora, os produtores assistiram a uma palestra motivacional de Omar Hennemann, conselheiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins (FAPT), e a apresentações do secretário executivo do SENAR, Daniel Carrara, sobre assistência técnica e extensão rural e do ex-ministro e consultor da CNA, Roberto Brant, sobre a questão da desindustrialização no Brasil.

 


“Um encontro como este é muito importante para o setor. Quem veio pôde ver de perto o trabalho feito pela senadora e sua diretoria” – Paulo Carneiro, do Sindicato dos Produtores Rurais de Almas, no Tocantins

“Além de mais recursos e juros mais atraentes, o Plano Agrícola e Pecuário 2013/2014 trouxe muitas inovações. A regionalização do plano de safra é importante diante da diversidade de características da produção brasileira” – Francisco Eraldo, Presidente do Sindicato Rural de Irienópolis, em Santa Catarina

Fonte: Assessoria de Comunicação CNA