5 de janeiro de 2022

“O Senar trouxe uma forma de fazer a gente crescer de maneira correta”, diz produtor atendido pela ATeG


Ascom Senar

Produtor Josiberto Oliveira acompanhado da técnica de campo e de seus pais

Depois de uma pausa de seis anos dada pelo seu pai na criação de vacas leiteiras e caprinos, Josiberto retomou com a criação no início de 2020, e em novembro do mesmo ano começou a receber a ATeG (Assistência Técnica e Gerencial) do Senar, após apenas um ano sendo acompanhado já se pode observar o progresso feito pelo produtor.

“Sempre tive o desejo de voltar a criar os caprinos, surgiu a oportunidade e eu agarrei”, diz ele.

Começou com apenas 12 animais e possuía uma estrutura mínima para que o desenvolvimento do seu negócio fosse a frente, no entanto havia nele o desejo de crescer profissionalmente e mudar de vida.

No momento em que ficou sabendo da formação das turmas realizadas pela ação do Senar na região, tratou de buscar o auxílio da técnica de campo do Senar, Ana Jaqueline, que o orientou sobre o processo para que sua fazenda pudesse se tornar uma empresa lucrativa com o apoio do Senar. Algum tempo depois consideraram juntos investir em ovinos de corte, a atividade já vem gerando resultados e o produtor já vislumbra investir mais na área.

Josiberto recebe orientações da técnica de campo do Senar, Ana Jaqueline

“Ele foi um produtor que chamou muito atenção, porque a cada visita ele cumpria todas as orientações. Muito esforçado”, enfatizou a técnica.

Josiberto também se aperfeiçoou em sua área através dos cursos de cortes especiais de caprinos, ovinos e plantio de palma adensada. Sobre como aprendeu a lidar com os investimentos feitos em sua empresa, o produtor relatou que só depois da assistência do Senar começou a aplicar com mais sabedoria.

“Porque muitas das vezes temos aquela vontade de crescer, mas não sabemos a forma certa de realizar o investimento, de como fazer e foi justamente isso que o Senar trouxe, uma forma de fazer a gente crescer de maneira correta, para não ter prejuízos”, acrescentou ele.

O que antes era visto como insignificante, hoje é enxergado como uma aposta que deu certo por Josiberto.

“É daqui que tiro meu sustento. Hoje não vejo como uma criação qualquer e sim como uma empresa, que me traz o recurso, eu tendo o manejo e o cuidado adequado, a responsabilidade como produtor e dando uma qualidade melhor aos animais isso também vai me trazer retorno”, complementou.

Produtor rural, Josiberto Oliveira

Prêmio ATeG Agronordeste – Gestão e Resultados 2021

Josiberto ficou em primeiro lugar na categoria ovinocaprinocultura de corte e recebeu como prêmio um kit gerador de energia solar e uma balança mecânica.

“Foi uma alegria muito grande, me motivou muito como produtor rural. Não esperava uma surpresa como essa que tive, o privilégio e a oportunidade de ser o ganhador do Agronordeste, isso nos motiva e nos da força como produtor, o reconhecimento”, contou Josiberto que ainda acrescentou ao afirmar que vivermos da agricultura é possível sim, se feito da maneira correta.

O produtor não perdeu tempo e já tem planos para o uso de sua premiação. Dentre os planos para o futuro está a construção de um abatedouro para aumentar a produtividade de carne para venda, a expansão do rebanho e o melhoramento genético dos animais, além de utilizar as suas premiações para ativação de um poço e para o fornecimento de silagem tanto para os animais quanto para comercialização. “Quero fazer crescer mesmo sabendo que é passo a passo”, enfatiza o produtor.

“Agradeço a técnica Jaqueline e ao Senar que veio transformando e ajudando a transformar sonhos no decorrer desses anos”, finaliza ele com orgulho do seu desenvolvimento e feliz com a sua vitória por mérito.

Veja como foi a cerimônia de premiação:

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050 / (83) 3048-6073
facebook.com/faepasenarpb
instagram.com/faepasenarpb
twitter.com/faepasenarpb
youtube.com/faepasenarpb
senarpb.com.br