15 de dezembro de 2021

Produtor paraibano recebe reconhecimento nacional em Prêmio ATeG Agronordeste


Ascom Senar

Brasília (14/12/2021) – O Sistema CNA/Senar anunciou, na noite de terça (14), os vencedores do “Prêmio ATeG Agronordeste – Gestão e Resultado 2021”. A premiação é um reconhecimento aos produtores rurais que tiveram os melhores desempenhos de produção em suas propriedades.

João Batista Xavier de Barro, de Pernambuco, Josiberto Oliveira Cavalcante, da Paraíba, e João Meira Cotrim, da Bahia, foram os vencedores das categorias bovinocultura de leite, ovinocaprinocultura de corte e fruticultura, respectivamente.

O Agronordeste é um plano de ação criado pelo Ministério da Agricultura (Mapa) e desenvolvido em parcerias como, por exemplo, a do Sistema CNA/Senar, que oferece Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) aos produtores cadastrados no programa.

A iniciativa promove ações para a melhoria de gestão, inclusão produtiva, aumento de produtividade e lucratividade de propriedades rurais nos estados do Nordeste e no norte de Minas Gerais.

Na abertura da cerimônia de premiação, o presidente da CNA, João Martins, afirmou que há alguns anos a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, propôs um desafio de desenvolver um projeto que atendesse os produtores rurais da região Nordeste. “Nós estruturamos o programa Agronordeste e hoje apresentamos os principais resultados dessa iniciativa que a ministra sempre sonhou”.

A solenidade, realizada na sede da Confederação em Brasília, foi transmitida pela internet e contou com a presença de diretores do Sistema CNA/Senar, presidentes de Federações, ministros, políticos, pesquisadores e integrantes de entidades do agro.

Segundo o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara, um dos objetivos do Prêmio ATeG Agronordeste é dar visibilidade aos produtores que se esforçam e conseguem alcançar as metas pré-estabelecidas no plano de negócios.

“Nós nunca duvidamos que o produtor rural do semiárido brasileiro conseguisse avançar, atingir metas e obter rentabilidade. O Agronordeste é um exemplo de que quando um técnico visita todo mês a propriedade rural e adequa questões tecnológicas com gestão, a vida de uma família toda muda”, disse.

Durante o evento, a ministra Tereza Cristina, destacou que a intenção do governo é levar recursos até o campo para que os produtores tenham assistência técnica, possam produzir, ter renda, melhorar a condição de vida e, ainda, dar exemplo aos seus vizinhos para que mais produtores se inscrevam no programa.

A ministra também disse que nessa semana o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou US$ 230 milhões para o programa Agronordeste. “Nós teremos mais recursos para colocar nesse programa que é tão especial. Vamos fazer muito mais pelos produtores da região do semiárido”.

A comissão julgadora avaliou casos de sucesso de acordo com o desempenho e resultados com a ATeG como assiduidade e comprometimento, o envolvimento familiar na gestão da atividade,  inovação, sustentabilidade e aderência à metodologia.

João Batista Xavier recebe prêmio da ministra Tereza Cristina

Vencedores – Na categoria bovinocultura de leite, Tereza Cristina fez a entrega do prêmio ao produtor rural João Batista Xavier de Barro, do município de Pedra, em Pernambuco. João vai receber um motocultivador e micro trator com carreta agrícola, além de um kit gerador de energia solar.

Na fazenda Batami, João conta com o apoio de sua esposa e seus filhos nas atividades de rotina com a criação de bovinos de leite. Em julho de 2020, buscou a Assistência Técnica e Gerencial do Senar e até hoje recebe as visitas do técnico de campo. Em 16 meses de atendimento, a produção de leite mensal, que era de 3.195 litros em julho de 2020, passou para 7.282 litros por mês em agosto de 2021, um aumento de 127%.

“É um privilégio e uma satisfação ser reconhecido nessa casa. Sou um pequeno produtor de uma cidade que sofre muito com a seca. Então para a gente se destacar em uma categoria dessa, tem que ter muita força de vontade. Antes da ATeG eu só tinha 2 animais e hoje já tenho 14 em reprodução. Isso foi o mais gratificante, foi o que me chamou mais atenção e que gerou mais economia para mim”, disse João.

Josiberto Oliveira recebe prêmio do ministro de Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho

O ministro de Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, fez a entrega do prêmio na categoria ovinocaprinocultura de corte para o produtor Josiberto Oliveira Cavalcante, do município de Pocinhos, localizado no Cariri Paraibano. A premiação da categoria é uma balança mecânica e também um kit gerador de energia solar.

Josiberto cria caprinos de corte junto com seu pai, Juarez Cavalcante, no Sítio Teutônio, e já acumula 12 atendimentos da ATeG. O produtor se destacou na produção de alimento para os animais. A produção de palma forrageira e silagem de capim, por exemplo, garantiram o alimento para todo o rebanho.

“Hoje o sentimento é de gratidão pelo reconhecimento. Isso me torna mais forte, mais renovado e dá mais vigor para seguir na atividade. Muitas vezes nós pensamos em desistir, mas com o apoio da CNA e do Senar nós conseguimos chegar aqui nessa noite com o coração transbordando de alegria”, afirmou Josiberto.

João Meira Cotrim recebe prêmio do ministro da Cidadania, João Roma

Já na categoria fruticultura, o ministro da Cidadania, João Roma, premiou o produtor rural João Meira Cotrim, do município de Guanambi, na Bahia, com um pulverizador e um kit gerador de energia solar. João Cotrim é produtor de goiaba e já possui 18 atendimentos de ATeG.

Na propriedade de 2 hectares, onde mora com a esposa e os filhos, o produtor registrou um salto na produtividade nos últimos 12 meses, com mais de 25 toneladas de frutos. A adoção de tecnologia foi fundamental para o aumento de produtividade e renda da propriedade.

“Para mim é um orgulho receber esse prêmio, me sinto lisonjeado. A chegada dos técnicos foi muito importante para nós. Antes do Senar, o nosso fruto era pequeno e de baixa qualidade. Com os ensinamentos repassados pela técnica de campo conseguimos melhorar a rentabilidade e desenvolvemos o manejo da lavoura e do solo. Todas as melhorias foram desenvolvidas pelo Senar”, destacou João Meira.

O programa Agronordeste conta com mais de 31 mil propriedades cadastradas, sendo que mais de 25 mil recebem atendimento. A iniciativa atua em 16 atividades produtivas, dentre elas apicultura, avicultura, olericultura, bovinocultura de corte, ovinocaprinocultura de leite, piscicultura, sisalicultura, além das premiadas.

Assista à cerimônia de entrega do Prêmio ATeG Agronordeste – Gestão e Resultado 2021:

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte