26 de janeiro de 2021

Produtores de mandioca tem boas expectativas com ATeG no Litoral Norte


Ascom Senar

Produtores de mandioca no Litoral Norte do Estado estão com boas expectativas para a atividade, com a chegada da Assistência Técnica e Gerencial do Senar. Um deles é o José Albuquerque, da cidade de Mari. Atendido há poucos meses pela ATeG ele conta que já estava desgostoso com a atividade.

“Nós estávamos todos desanimados e no prejuízo. A nossa expectativa é grande e esperamos bons resultados, só temos a agradecer a esse apoio da assistência técnica”, comentou o produtor rural.

A realidade de seu José não é única na região. De acordo com o técnico de campo, Gilson Miranda, diversos produtores não têm boa rentabilidade na região, muitas vezes por manejo inadequado, inclusive no prazo da colheita, o que interferia nos indicadores econômicos.

“Com o levantamento gerencial que fazemos, foi possível mostrar ao produtor quanto ele vinha perdendo por não fazer o manejo correto da mandioca. Constatamos, por exemplo, que o preço normal da mandioca na região é de R$ 0,25 centavos, e isso é bastante preocupante pois, o custo de produção é de R$ 0,26”, explicou Gilson.

Ainda segundo o técnico, o atualmente o preço teve uma melhora chegando a valer R$ 0,45.  Com a ATeG, a intenção é de baixar o custo e aumentar a margem de segurança do produtor, além de aumentar a sua produtividade. “No final do processo, nosso objetivo é de proporcionar um aumento significativo de renda para o produtor”, conclui o técnico.

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050 / (83) 3048-6073
facebook.com/faepasenarpb
instagram.com/faepasenarpb

senarpb.com.br