16 de maio de 2016

Senar Paraíba encerra turmas do Pronatec 2015


Ascom Senar-PB

Regional capacitou mais de 280 alunos em 10 cidades do estado

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural da Paraíba (Senar-PB) realizou o encerramento de 12 turmas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) 2015. A regional teve 287 alunos matriculados no total, para os cursos de Horticultor Orgânico, Fruticultor, Produtor Agropecuário, Apicultor, Costureiro de máquina reta e overlock e Agricultor Orgânico. Os cursos aconteceram nos municípios de Remígio, São Bentinho, São Francisco, São José de Espinharas, São Sebastião de Lagoa de Roça, Catingueira, Mãe d’Água, Emas, Malta e Serraria.

Os cursos foram iniciados em outubro de 2015 e tiveram término, com cerimônia de entrega de certificados, em abril de 2016. Para o aluno do curso de Produtor Agropecuário em Serraria, Albertino Guedes, a capacitação o ajudou a inserir novas ideias em sua propriedade rural. “Começamos a fazer as aulas práticas de vacinação do gado em minha propriedade e após isso, resolvi que poderia investir em uma horta. Agora já estou vendendo a produção para um mercadinho da região. A saída está muito boa, pois o produto é orgânico e a procura é grande. Gradativamente vamos melhorando e o dia a dia também vai ensinando”, disse o produtor que possui apenas seis meses de horta.

Turma aguardando o momento de receber o certificado

Turma aguardando o momento de receber o certificado

De acordo com Véra Figuerêdo, gestora do Pronatec do Senar Paraíba, as turmas surpreenderam em relação ao resultado esperado. “O nosso índice de evasão foi muito baixo e, mais importante do que isto, obtivemos bons alunos que já estão colocando em prática o que aprenderam nos cursos em suas propriedades, o que mostra que eles encararam as capacitações como verdadeiras profissões”, disse a gestora.

Maria José Araújo chegou a enfrentar até duas horas de caminhada para ir à cerimônia de entrega de certificados. Segundo ela, fazer todo o curso e no último dia não comparecer para receber a certificação tão merecida, seria inaceitável. Desde muito pequena Maria vive da propriedade rural plantando milho, feijão e mandioca, mas foi através do Pronatec que ela ampliou sua produção para vender na Feira do Agricultor de Serraria.”O  que mais me chamou atenção neste curso foram os módulos de Empreendedorismo e Associativismo, pois pretendo colocar em prática na minha comunidade. Quero incentivar as mulheres do meu sítio a criarmos uma Associação para trabalharmos com artesanato com a palha de bananeira e o crochê”, comentou Maria. Ela ainda complementou “foi um curso muito importante para a gente porque nós que somos agricultores e ficamos no sítio, as pessoas pensam que somos uns coitados e na realidade, a cidade depende da gente para comer. Então, foi muito bom, porque valorizou e levantou a nossa autoestima”, revelou.

Maria José recebendo o certificado

Maria José recebendo o certificado

Foi também na propriedade do aluno do curso de Produtor Agropecuário, Marcelo Gomes, que aconteceram as aulas práticas de Hortaliças devido a infraestrutura do produtor que produz e comercializa hortaliças há 15 anos na região. Segundo o aluno, em um ano consegue ter uma produção de 80 pés de alface, cebolinha, coentro, couve e outras hortaliças. Mesmo já tendo sua horta orgânica, Marcelo revelou que fazer o treinamento o ajudou a introduzir novas cadeias em sua propriedade, como apicultura e expansão da avicultura. “Adquiri mais conhecimento, quanto mais conhecimento, melhor, como aprendi a lidar com boas práticas na agropecuária e a fazer o uso correto dos defensivos agrícolas”, disse.

SONY DSC

Produtor Marcelo Gomes

Francisco Pinheiro concluiu o curso de Horticultor Orgânico, que foi ofertado em São Francisco, na Paraíba. Ele saiu da cidade em busca de oportunidades e passou por vários lugares do Nordeste, onde fez cursos técnicos em diferentes áreas. Apesar de todo aprendizado que absorveu em treinamentos, Francisco conta que o que aprendeu com o Senar Paraíba, não viu em outra capacitação. Por causa do Pronatec, Francisco retornou ao seu município, pois viu surgir uma oportunidade de crescimento profissional. “Na nossa região, o espaço de trabalho é muito precário, mas graças a essa chance de aprender, já estou me profissionalizando”. Ainda segundo o concluinte, através do Horticultor orgânico ele teve a oportunidade de usar as experiências adquiridas na capacitação para abrir uma feira orgânica em São Francisco, junto com a turma.

De acordo com o superintendente do Senar Paraíba, Sérgio Martins, a finalização do Pronatec 2015 gerou muitos frutos para a agropecuária paraibana. “É gratificante vermos o quanto o nosso investimento em pessoas, tempo e capacitação gera um retorno positivo para o nosso setor e para a melhoria de vida dos produtores rurais paraibanos. Temos a certeza que por onde os cursos do Pronatec passaram em nosso estado, temos casos de sucesso e estaremos sempre prontos a atender os municípios, através dos nossos Sindicatos dos produtores rurais”, resumiu.

Sobre o Sistema Faepa/Senar-PB: O Sistema é composto pela Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do estado. Juntos fornecem suporte para o desenvolvimento sustentável da agropecuária e representam os interesses educacionais, sociais e políticos dos produtores rurais de toda Paraíba. A Faepa é uma das 27 entidades sindicais que integram a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Como representante do homem do campo, coloca seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização do meio rural. Já o Senar é uma instituição de direito privado, paraestatal, mantida pelo setor produtivo e que trabalha em prol da capacitação e educação no meio rural, através de cursos, treinamentos e assistência técnica.