6 de junho de 2022

Negócio Certo Rural ajuda produtor a voltar da cidade para o campo


Ascom Senar

Leonardo Saulo, aluno do NCR e Ithallo Jeovanny, instrutor do NCR

Leonardo Saulo, é natural de Cabaceiras e filho de produtores rurais. Seu contato com o campo se deu ainda na infância, enquanto acompanhava seus pais na lida diária. Aos 17 anos, iniciou sua vida profissional como Agente de Desenvolvimento Rural pelo Sebrae, mas alguns contratempos o fizeram tentar a vida em outros lugares. No entanto, ele tinha em mente suas raízes e a consciência do que seria necessário caso tivesse interesse em voltar.

“Eu tinha conhecimento que a qualquer momento que quisesse voltar para atividade rural, a primeira coisa que eu precisaria buscar seria capacitações e assistência técnica”, comenta.

Foi com a chegada da pandemia e um filho pequeno para criar que Leonardo sentiu a necessidade de retornar a Cabaceiras e dar início a sua atividade agrícola. Antes de mais nada, o produtor foi em busca de capacitações que agregassem no desenvolvimento de seu trabalho e foi aí que se deparou com o Negócio Certo Rural (NCR).

“O curso veio para expandir meu horizonte”, diz Diogo, egresso do Técnico em Agronegócio

“Para mim o curso Negocio Certo Rural foi de suma importância, é uma capacitação diferenciada. Porque traz dinâmicas que transmitem a realidade da gente que lida com o campo, e é através dela que nós vemos onde erramos e onde podemos estar melhorando na atividade rural”, enfatiza Leonardo.

Ele conta que mesmo estando no meio há muito tempo, ainda sentia dificuldade para gerenciar o negócio rural, porque na maioria das vezes não se tem apenas uma única atividade sendo desenvolvida na propriedade e que o problema está justamente em não conseguir gerenciá-las para que se tornem rentáveis.

No curso víamos a necessidade de focar em uma única atividade e torná-la rentável, no meu caso tenho potencial para caprinocultura de corte e leite, e no curso enxerguei onde precisava ser melhorado. Montei com Ithallo um plano de negócios baseado na criação de caprinos de corte com três lotes de 50 matrizes, no fim conseguimos com elas pagar um colaborador fixo e sobrou o equivalente a um salário pra mim e ainda fiquei com um caixa rotativo”, diz ele.

Leonardo Saulo, aluno do NCR

Ithallo Jeovanny, instrutor do Negócio Certo Rural, comentou sobre a importância dos conhecimentos em gestão na vida dos produtores e como o NCR, pode ajudar a melhorar significativamente o desempenho deles.

“Nós vemos a desenvoltura dos alunos no curso e percebemos uma mudança significativa tanto na questão técnica como o melhoramento na gestão das propriedades. Eles começam a perceber ao fim de cada negociação e de cada mês o lucro da sua atividade. Hoje, eles têm que estar cientes que o meio rural é concorrido e que com o NCR, existe a chance de desenvolver o plano de negócio juntamente com seus pontos fracos”, diz Ithallo.

Leonardo ainda complementa a fala do instrutor, falando sobre o resultado positivo do curso. “No fim o resultado é positivo e não é nada de outro mundo, apenas organizar o que já se tem e focar na sua meta. Achei interessante que tudo que é trabalhado no curso é voltado pra sua realidade, e no final você chega à conclusão que dá pra tornar a atividade economicamente viável, mas também segura na visão do próprio produtor”, finaliza.

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050 / (83) 3048-6073
facebook.com/faepasenarpb
instagram.com/faepasenarpb
twitter.com/faepasenarpb
youtube.com/faepasenarpb
senarpb.com.br