1 de abril de 2022

Produtora vem mudando de vida através do Agronordeste Senar


Ascom Senar

Produtora Telma Simonica Soares

Desde muito nova a produtora, Telma Simonica Soares, residente há 30 anos no município de Cabaceiras, diz ter uma ligação forte com o campo. Hoje, ela cuida da sua criação de cabras nas terras que eram da sua sogra e conta um pouco de como fez para chegar onde está atualmente.

Dois anos antes da ATeG chegar para dona Telma, ela pensou em desistir de sua criação, pelo fato de que seus animais estavam incomodando os vizinhos e ela não gostava de incomodar ninguém, mas tudo mudou com a chegada da assistência diz ela ao falar sobre a solução que o técnico que a acompanha sugeriu.

“Felipe chegou aqui e disse, vamos arranjar uma solução, e sugeriu que fizéssemos um piquete de grama, nós fizemos e aí sossegamos”, disse a produtora.

“Graças a oportunidade dada pelo Senar tive a chance de me profissionalizar”, diz egressa do Técnico em Agronegócio

No entanto as mudanças não pararam por aí, além da construção do piquete, alguns hábitos antigos também foram atualizados, como pôr exemplo o local de anotações gerenciais da propriedade. Ela conta que costumava fazer as anotações em um calendário e que agora com a orientação adequada passou a realizar o controle de custos e do leite com mais exatidão em seu caderno.

“Depois disso teve mais lucro, por que quando a gente começa a fazer as anotações, vamos vendo o que gasta e o que sobra para a gente. Antes não fazíamos isso e aqui eu já tenho a base, vou sabendo o que lucrou, o que posso comprar com o lucro. Por quê divido meio a meio, uma parte para os animais e a outra pra gente”, comentou Telma.

Ela ainda acrescenta que já tinha conhecimento, já havia participado de palestras e capacitações, porém não colocava em prática, mas que depois do Senar e de outros órgãos como a Embrapa, o Banco do Nordeste e o financiamento Pronaf do Brasil, ela notou uma melhora considerável em sua atividade.

Produtora Telma Simonica e o Técnico de campo do Senar, Felipe Maia

Para o técnico de campo do Senar, Felipe Maia, dona Telma é uma produtora muito dedicada e atenciosa com o que faz e vem se superando cada dia mais. Conta ainda que no início os animais eram de baixa produção, mas que com alguns incentivos conseguiram comprar novos animais e vender os antigos, aumentando sua produção de leite de 500l mensais para mais de 1000l. Felipe fala da satisfação de ver o crescimento da produtora em dois anos de acompanhamento da ATeG.

“Saber que a vida dela mudou através do programa, foi muito gratificante por ser uma produtora que a dois anos queria desistir e no ano passado tivemos a surpresa dela ganhar a premiação da cabra rainha. Foi a cabra que mais produziu na região, ela era a única produtora, a única mulher tirando leite, que querendo ou não incentivou outras produtoras, que conversaram com ela e hoje estão aí tirando leite e participando da atividade”, disse o técnico.

Com muito esforço e comprometimento Telma vem conseguindo realizar seus sonhos pouco a pouco, como a compra do seu carro próprio e de um imóvel e muito além de seu crescimento pessoal Telma serve de exemplo para mulheres que desejam iniciar no campo, e para as que já são produtoras rurais.

Assessoria de Comunicação Sistema Faepa/Senar-PB
(83) 3048-6050 / (83) 3048-6073
facebook.com/faepasenarpb
instagram.com/faepasenarpb
twitter.com/faepasenarpb
youtube.com/faepasenarpb
senarpb.com.br